sábado, 30 de junho de 2012

O Grande Gatsby

Recomendámos a obra há já algum tempo. Agora que as férias estão aí, relembramos esta sugestão de leitura.


As três reedições de 2011, a descobrir numa feira do livro perto de si

Um excerto

"Era eu rapaz, e ainda impressionável, meu pai deu-me um dia um conselho que, desde então, me ficou às voltas na cabeça. Disse ele:
- Quando te sentires com vontade de criticar alguém, lembra-te disto: nem todos tiveram neste mundo as vantagens que tu tiveste.
Mais não disse, e bastou: fomos sempre muito comunicativos, mas com certo aticismo. Percebi que ele queria dizer muito mais do que as palavras. Tornei-me assim propenso a reservar os meus juízos, hábito este que me deu a chave de muitos temperamentos interessantes e me tornou vítima, também, de um grande número de maçadores encartados. O espírito anormal não tarda em aperceber-se desta qualidade e em se lhe apegar, se a encontra num indivíduo normal; e aconteceu que, na escola, fui injustamente apodado de «político», só porque me tornava o repositório das mais secretas queixas de pessoas agrestes e reservadas. Não era que eu solicitasse as confidências: mais de uma vez fingi que dormia, ou que estava distraído, ou simulei uma hostil ligeireza de ânimo, ao aperceber-me, por algum sinal iniludível, de que uma revelação íntima tremulava no horizonte: pois as confidências da gente moça, ou pelo menos os termos em que se exprimem, são habitualmente plagiárias e viciadas de óbvias supressões. Isto de reservar o nosso juízo é uma das questões de infinitas esperanças. Ainda hoje me sinto um tanto receoso de que alguma coisa me escape, se me esqueço de que, como o meu pai sugeriu com snobismo, e eu com snobismo repito, o senso das decências fundamentais da vida é um dom desigualmente repartido à nascença..."
...

- Um dicionário? -Temos!

...

Em breve, numa sala de cinema:

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Blimunda, a revista da Fundação Saramago


 

Após um primeiro arranque, a revista literária digital da Fundação José Saramago ressurge agora com o nome de Blimunda. (...) Centrada em questões literárias, a Blimunda não perderá de vista os restantes princípios que orientam a Fundação, como a defesa do meio ambiente, a valorização da cultura portuguesa, literária e não só, e aqueles que estão plasmados na Carta Universal dos Direitos Humanos e na Carta de Deveres Humanos sobre a qual a Fundação está a trabalhar. >>


Para saber mais sobre a Fundação José Saramago >>


sábado, 23 de junho de 2012

Ano letivo em revista - Leitura na Maior


Leitura expressiva de poemas que cantam Portugal com o jeito de ser e de dizer português.
Os alunos do clube de leitura K.Leio declamaram poemas em que da nossa língua se vê o mar. Os alunos do curso Português Para Todos presentearam-nos com leituras nas suas línguas maternas.
Partilhámos Babel e deliciámo-nos com as palavras, os sons, os sentidos.

Veja aqui o álbum de fotografias.

domingo, 17 de junho de 2012

Cavalete da Palavra - premiados

A melhor ilustração do Cavalete da Palavra foi atribuída à turma E do 10.º ano.


 
Os vencedores do Concurso Cavalete da Palavra, na modalidade de prosa, foram os alunos Ricardo Cardante, do 10.º A, e Ana Isabel Fernandes, do 10.º D.
Na modalidade de poesia, venceram as alunas Vera Meixedo, do 10.º B, e Joana Fernandes Martins, do 10.º D.

Parabéns aos vencedores pelo empenho e criatividade!

Clique aqui para ver outros Cavaletes.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Prémio Couto Viana para a nossa escola

A aluna Inês Renda, do 10º I, recebeu hoje na Biblioteca Municipal o primeiro prémio do Concurso António Manuel Couto Viana na categoria de Poesia.


Este concurso pretende não só homenagear o escritor vianense, mas também promover a criatividade na população escolar do concelho, nas modalidades da escrita e da ilustração.

A nossa escola participou igualmente nas modalidades de conto e de ilustração, da autoria da Ana Raquel Pereira do 12º F e do Joel Gumbe do 12º E, respetivamente.

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Our Favourite Films - Corpse Bride


Corpse Bride takes place in a nineteenth-century european village and tells the story of Victor, a young man that is kidnapped to the Land of the Dead and forced to marry the mysterious Corpse Bride while his true bride desperately awaits him in the Land of the Living.
Although the afterlife reveals to be much more interesting than the life he had in the Land of the Living, Victor realizes that there is nothing in this world (or the other) that can keep him away from his true love.
Corpse Bride is a musical animated film that transmits a message about two different ways of living and in a humoristic way criticizes the society of the nineteenth-century.
Like in other Tim Burton’s films the dark humor and the music play an important role, making Corpse Bride a story with a funny and dark atmosphere.
This is my favourite animated film and I recommend it to all of Tim Burton’s fans and to all the people who enjoy a good story full of music, passion and humor.

Tomé Pinto, 10º H

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Concurso Nacional de Leitura - entrega de prémios

 Hoje, na biblioteca, pelas 15 horas, decorrerá a cerimónia de entrega de prémios aos alunos vencedores da fase escolar do Concurso Nacional de Leitura. Num tributo à leitura , haverá ainda poesia e música. Contamos com a vossa presença!

sexta-feira, 1 de junho de 2012