segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Ler+ Ser Maior: o Natal minhoto

O projeto Ler+ Ser Maior, leituras em lares de idosos, está já no seu terceiro ano de implementação. A leitura constitui-se como ponto de partida para múltiplas aprendizagens e para a partilha intergeracional tão enriquecedora para o desenvolvimento humano dos nossos alunos.

A terceira sessão de leitura deste ano realizou-se na passada sexta-feira no Lar de Nossa Senhora da Piedade e foi dinamizada pelos alunos do 10º K. As tradições gastronómicas do Natal minhoto foram apenas o pretexto para as leituras, o diálogo e a música. Os nossos jovens leitores brilharam e, como estrelas em céu escuro, fizeram surgir sorrisos nos rostos dos seus interlocutores.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Ciclo de Cinema sobre Direitos Humanos

A Biblioteca Escolar e o Grupo de Geografia convidam toda a comunidade escolar a participar no Ciclo de Cinema sobre os Direitos Humanos, na semana de 9 a 12 de dezembro, no Auditório Maior.



Destacamos a atividade "Vamos Conversar sobre Direitos Humanos", no dia 10 de dezembro pelas 18 horas no Auditório Maior.
Para a participação nas sessões de cinema com turmas deverá ser feita uma inscrição prévia na biblioteca.

domingo, 30 de novembro de 2014

Feira do Livro


Na Escola Secundária de Santa Maria Maior e na EB 2,3 Frei Bartolomeu dos Mártires

Oferece um livro neste Natal!


sexta-feira, 28 de novembro de 2014

245 alunos ouviram "Payassu"

245 alunos do 11º ano da nossa escola assistiram hoje a uma representação do sermão de Padre António Vieira, pela companhia Lafontana Formas Animadas, numa iniciativa conjunta da Biblioteca Escolar e dos professores de Português.

"A língua é, na verdade, pequena, mas vence todas as cousas pela força" (Pe. Vieira)

A Lafontana - Formas Animadas, companhia teatral de Vila do Conde, e Portugal, adaptou para a cena um dos mais famosos textos da oratória sagrada portuguesa, o Sermão de Santo António aos Peixes, do Padre António Vieira, o Imperador da língua portuguesa, no dizer de Pessoa. O espetáculo teve a sua estreia em 2009, na igreja do Convento de Santa Clara, em Vila do Conde, e contou com o patrocínio do então Ministério da Cultura (DGartes) e da Câmara Municipal de Vila do Conde, para além do apoio do Departamento de Bens Culturais da Igreja Católica, da Apple Portugal, Epson e várias outras empresas. Este trabalho visou celebrar o quarto centenário do nascimento do maior e mais surpreendente escritor barroco português, o Padre António Vieira: viajante incansável, campeão inigualável do verbo, personagem apaixonante pela sua tenacidade, simultaneamente sublime e ambíguo, amante inveterado da pátria que tão mal afinal lhe pagaria, como ele aliás deixou escrito.
Os alunos entenderam certamente melhor a ação religiosa, política e social deste nosso grande escritor-pregador seiscentista que, já nessa altura, denunciava os vícios dos seus contemporâneos, defendia a alforria dos índios brasileiros que o tratavam de Payassu (o Pai Grande), e fazia a apologia de conceitos modernos, pragmáticos, saídos da Europa renascentista, como solução para tirar Portugal do atraso endémico em que se encontrava.


quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Leituras com Filosofia

A biblioteca da escola foi palco de uma celebração do Dia Mundial da Filosofia, em três sessões de leitura dinamizadas pelos alunos do 11º ano, das turmas A, C e D. O desafio surgiu na aula de Filosofia: procurar textos que pudessem de alguma forma sensibilizar para a necessidade de refletirmos sobre o que nos rodeia.
 

Clica para ver álbum

Assim, o Dia Mundial da Filosofia, assinalado a 20 de novembro, foi pretexto para a partilha das escolhas dos alunos que, através da leitura de poemas, de contos ou excertos de notícias, salientaram a importância de um olhar crítico sobre o mundo e deram expressão àquilo que para eles significa a Filosofia.
A família, a guerra, a amizade, o amor e a liberdade foram alguns dos temas em reflexão a propósito de diversos autores a cujos textos os nossos alunos deram voz, corpo e emoção.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Ler+ Ser Maior: Viana, a minha cidade

A Biblioteca dá este ano continuidade ao projeto Ler+ Ser Maior, iniciativa que pretende animar os lares de idosos da cidade com leituras dinamizadas pelos nossos alunos. Este ano o tema das sessões de leitura será “Viana, a minha cidade”.

A leitura é ponto de partida para a partilha intergeracional e para o enriquecimento cultural e humano dos nossos jovens.
Foram já realizadas duas sessões sobre a temática “Viana: lugares e memórias”, a primeira no Lar de Santa Teresa pelos alunos do 10º K e a segunda no Lar de Nossa Senhora da Piedade pelos alunos do 11º K. Os nossos alunos continuam a surpreender-se com a sua capacidade de proporcionarem ao seu público momentos de alegria através da palavra, da música e da imagem.

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Prémio Leya é publicado hoje

É hoje publicado o livro "O Meu Irmão" de Afonso Reis Cabral, vencedor do Prémio Leya de 2014.
Afonso Reis Cabral, de 24 anos, é descendente de Eça de Queirós, mas não quer que o comparem ao autor d'"Os Maias".

http://www.publico.pt/culturaipsilon/noticia/
 
“Isto é tudo tão novo…” Afonso Reis Cabral está numa paisagem familiar. Rodeado de livros e de muitas vozes que lhe chegam com palavras soltas, fora de contexto. É livre para lhes dar o sentido que quiser e gosta disso. Muitas vezes se sentou ali, na Livraria Ler Devagar, na Lx Factory, em Lisboa, enquanto escrevia o livro que o tornou no autor mais jovem de sempre a vencer o Prémio Leya e então essas palavras ou frases faziam-no reagir, alterando o corpo do texto de forma orgânica, como a vida faz com as pessoas. Ia para ali por esse contágio, a proximidade com os outros como auxiliar para a apreensão da diferença. “Somos sempre nós e os outros, não é?”
Mãos pousadas na mesa, um café que vai fazendo durar, Afonso Reis Cabral parece ainda mais novo do que os 24 anos que tem. “Mas a essência é a mesma, o mal ou o bem são iguais em todo o lado. Somos nós e as circunstâncias." E a circunstância do irmão mais novo de Afonso foi a de ter nascido com síndroma de Down como Miguel, uma das personagens de O Meu Irmão, o livro que lhe deu o prémio e que escreveu sobre essa condição, mas alterando papéis. >>
 
Anúncio do Prémio Leya 2014 (RTP) >>
Amar como os Anjos (crítica Jornal Público) >>
 

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Onda Pina, a poesia em movimento

O Museu Nacional da Imprensa (MNI) está a preparar várias iniciativas para assinalar o 71.º aniversário do nascimento (18. nov. 1943) do jornalista e escritor Manuel António Pina, Prémio Camões 2011.
A nossa biblioteca associa-se a esta comemoração, expondo uma seleção de poemas do autor. Visita, lê e comenta.

 


Biografia e bibliografia >>
Entrevista no Youtube >>
Poemas lidos pelo próprio (edição de Ana Pina) >>
12 poemas (lidos por José Maria Alves) >>
O Tesouro (livro integral) >>

E na tua biblioteca, Todas as Palavras, poesia reunida, da Assírio e Alvim.
Boa leitura!

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Unesco lança biblioteca gratuita

A Unesco lançou no passado dia 10 uma biblioteca científica digital gratuita para estudantes.


A 'World Library of Science' já conta com 300 artigos, 25 e-books e mais de 70 vídeos cedidos pela revista Nature.
Ler mais >>

terça-feira, 11 de novembro de 2014

São Martinho

Foi este o quadro que Gustave Moreau pintou para representar a lenda de São Martinho.

http://www.wikiart.org/en/gustave-moreau/saint-martin



Dia do Armistício

Comemora-se hoje o Dia do Armistício, aniversário do fim simbólico da Primeira Guerra Mundial, em 11 de novembro de 1918. A data comemora o Armistício de Compiègne, assinado entre os Aliados e o Império Alemão naquela cidade francesa.
Na Torre de Londres, a data é assinalada com uma instalação de papoilas (poppies) de cerâmica do ceramista Paul Cummins, intitulada Blood Swept Lands And Seas Of Red. Na Grã-Bretanha, o dia do armistício designa-se Poppy Day.


telegraph.co.uk
mashable.com

O Dia do Armísticio em imagens (francês)

Comemoração do Armistício hoje em Londres (inglês)

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Formação PORDATA

No âmbito da parceria entre a Rede de Bibliotecas Escolares, a Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS) e a PORDATA, estão abertas, pelo 5.º ano consecutivo, as inscrições para a formação sobre a base de dados PORDATA. As sessões, de duração entre 90 a 120 minutos, destinam-se prioritariamente a alunos e professores do ensino secundário para os quais a PORDATA constitui um importante recurso para a abordagem de alguns temas curriculares. Este ano, pela primeira vez, as ações poderão ser alargadas a alunos do 8º e 9º anos, a solicitar nos mesmos termos das anteriores.





As ações de formação referidas têm por objetivo ensinar os formandos a explorar os dados disponibilizados pela PORDATA, de forma simples e acessível, desse modo contribuindo para algumas literacias fundamentais como a literacia digital, a estatística e a de informação.

Realizadas pela equipa de formadores da FFMS, estas ações são gratuitas exigindo apenas que a escola reúna entre 15 a 30 formandos.
Os professores interessados devem inscrever-se através do email be.essmm@gmail.com, indicando:
- nome
- grupo disciplinar
- número de alunos que pretendem inscrever na formação (3 ou 4 por turma que, posteriormente, replicarão a informação junto dos restantes colegas da turma).

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Formação em Literacia Estatística

Estão abertas as inscrições para a ação de formação "A Literacia Estatística ao Serviço da Cidadania – Portal do INE e Projeto ALEA", destinada a professores. Os interessados devem inscrever-se através do email be.essmm@gmail.com até 15 de novembro.

http://www.rbe.min-edu.pt/np4/440.html
http://www.rbe.min-edu.pt/np4/440.html
 

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Histórias para não adormecer

“Os miúdos agora não lêem” é uma frase que ouvimos vezes demais no actual contexto “digital e tecnológico”. Mas a verdade é que, de forma crescente, a leitura de obras literárias, em especial num país tão prolífero em “letras” como Portugal, se encontra em queda acentuada. No mesmo mês em que a Fundação Francisco Manuel dos Santos se dedica a reflectir sobre a Educação, no geral, e a literatura em particular, surge também uma nova editora “inclusiva”, cuja missão é tornar os livros de “leitura difícil” acessíveis a todos aqueles que, por variadas razões, não os conseguem assimilar.
POR MÁRIA POMBO                                                                                                     
Ler mais >>>

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Bookcrossing: biblioteca livre e sem fronteiras

No próximo dia 27 comemora-se o Dia das Bibliotecas Escolares.
Este ano, a nossa biblioteca assinala este dia com o início do projeto



Bookcrossing é um projeto de partilha de livros e de leituras, dirigido a toda a comunidade educativa (alunos, professores, funcionários, pais e encarregados de educação).


Regulamento
1. O projeto é dinamizado pela Biblioteca Escolar.

2. Todos os membros da comunidade escolar que desejem ser Bookcrossers, trazem um livro que desejem partilhar e libertar, inscrevem-no no balcão de atendimento da Biblioteca Escolar, para que lhe seja dado um Número de Identificação (BCID), e colocam-no depois na Zona Oficial de Bookcrossing da escola (biblioteca).

3. Qualquer membro da comunidade educativa pode levar um dos livros para casa. Deverá aceder aqui e preencher uma ficha para que a “viagem” daquele livro fique registada. Nessa ficha haverá um espaço para quem quiser escrever um comentário ou uma observação relacionada com o livro (facultativo).

5. Os livros do projeto Bookcrossing serão propriedade de toda a comunidade de Bookcrossers. Para se pertencer a esta comunidade de leitores é necessário ter disponibilizado um livro, ter interesse em ler qualquer um dos livros disponíveis e assumir o compromisso de o devolver sempre à comunidade, depois de lido.

6. Este projeto é totalmente voluntário e livre. Não há prazos a cumprir. Apenas se exige o respeito pelos livros e a generosidade da partilha.

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Sugestão de Leitura: Eu, Malala

No dia 9 de outubro de 2012, Malala Yousafzai, então com 15 anos, regressava a casa vinda da escola quando a carrinha onde viajava foi mandada parar e um homem armado disparou três vezes sobre a jovem. Nos últimos anos Malala - uma voz cada vez mais conhecida em todo o Paquistão por lutar pelo direito à educação de todas as crianças, especialmente das raparigas - tornou-se um alvo para os terroristas islâmicos. Esta é a história, contada na primeira pessoa, da menina que se recusou a baixar os braços e a deixar que os talibãs lhe ditassem a vida. É também a história do pai que nunca desistiu de a encorajar a seguir os seus sonhos numa sociedade que dá primazia aos homens, e de uma região dilacerada por décadas de conflitos políticos, religiosos e tribais. Um livro que nos leva numa viagem extraordinária e que nos inspira a acreditar no poder das palavras para mudar o mundo.                   
 
 
Malala Yousafzai recebeu na passada sexta-feira o Prémio Nobel da Paz, juntamente com o indiano Kailash Satyarthi, pela sua "luta contra a repressão das crianças e pelo seu direito à educação".
 
 
Procura o livro na tua biblioteca.
 


Nobel da Paz: para todas as crianças sem voz

http://www.publico.pt/mundo/noticia/premio-nobel-da-paz-e-para-todas-as-criancas-sem-voz-1672535
Clica na imagem

“Sinto-me honrada por ter sido escolhida como Prémio Nobel da Paz. Sinto-me honrada com este precioso prémio. E estou orgulhosa por ser a primeira paquistanesa e a primeira jovem a conseguir este prémio. É uma grande honra para mim”, começou por dizer a jovem de 17 anos numa conferência de imprensa em Birmingham, onde vive com a família desde que deixou o Paquistão.

Malala sublinhou que este prémio é “para todas as crianças sem voz”, “para lhes dar coragem”.

A paquistanesa, que queria ser médica e agora quer ser uma “boa política”, voltou a mostrar a sua faceta de oradora eloquente e desembaraçada quando lembrou que o prémio não era só seu mas também do indiano Kailash Satyarthi. “Estou muito contente por partilhar este prémio com uma pessoa da Índia. Com alguém com um grande caminho pelos direitos das crianças e contra a escravatura infantil. Inspira-me. Estou muito contente por haver tantas pessoas que caminham pelos direitos das crianças e que não estou sozinha”.

Malala nas suas próprias palavras >>
 
O livro Eu, Malala , A Minha Luta Pela Liberdade e Pelo Direito à Educação está disponível na tua biblioteca.
 
Boa leitura!
 
 

 
 

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

O que guardou Steve Jobs na cápsula do tempo?

Quando alguém como Steve Jobs enterra uma Cápsula do Tempo faz sentido que o mundo queira ver o que lá guardou. O seu conteúdo foi recentemente revelado no programa Diggers da National Geographic. O co-fundador da Apple enterrou a cápsula há mais de 30 anos aquando da International Design Conference, em Aspen, onde previu o futuro dos computadores e da Internet.
Clica no vídeo e descobre o objeto que mais entusiasmou os diggers.

 
 

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Sugestão de Leitura: A Máquina de Fazer Espanhóis


Esta é a história de quem, no momento mais árido da vida, se surpreende com a manifestação ainda de uma alegria. Uma alegria complexa, até difícil de aceitar, mas que comprova a validade do ser humano até ao seu último segundo. A máquina de fazer espanhóis, de valter hugo mãe, é uma aventura irónica, trágica e divertida, pela madura idade, que será uma maturidade diferente, um estádio de conhecimento outro no qual o indivíduo se repensa para reincidir ou mudar.
O que mudará na vida de antónio silva, com oitenta e quatro anos, no dia em que violentamente o seu mundo se transforma?


eu estava impaciente. abanava a cabeça como se concordasse, que era o meu modo de atalhar pela conversa com maior rapidez e sem enlouquecer. a laura não recebia alta e os médicos iam e vinham sem me atenderem por um minuto que fosse. o homem voltava a usar a caneta nos formulários intermináveis que preenchia (…).

o senhor, se não se importa, vai ver como está a minha mulher, já cá entramos há duas horas e para uma má disposição depois do lanche começa a parecer‑me muito tempo. (…)

ele atordoou‑se um bocado, como a sair de um estado de hipnose qualquer, e perguntou, que posso eu fazer. a mim não me dão satisfações, sou só um auxiliar. lá de fora ouviu‑se um estalo seco no céu, como se um vidro baço quebrasse finalmente, pronto a deixar passar a chuva. vai chover, disse aquele silva da europa. calei-me, voltei à janela com uma necessidade profunda de sair dali. (...)

subitamente um médico entrou na pequena sala e veio ao meu encontro. senhor antónio silva. respondi que sim. a sua mulher encontra‑se bem, estamos ainda à espera do resultado de alguns exames, agora encontra‑se apenas a dormir. foi sedada, pelo que não acordará tão cedo e nós vamos querer que ela passe cá esta noite. eu sorri como uma criança perdida a quem se dá a mão. não posso ficar também, perguntei. o médico, já afastado de mim, disse que não e desapareceu, neste serviço não. o silva da europa comentou, para eles é tudo mais fácil, sentem pelas pessoas um cuidado profissional. é como tratar de plantas, rigorosamente igual, que eu bem vejo que nem escutam o que se lhes diz, nem que o paciente gema ou grite, eles leem os papeis e as chapas que imprimem, olham para a cor das pessoas e decidem o que lhes apetecer. mas não se preocupe, sabem o que fazem e até têm coração, que eu bem os entendo. mas não posso voltar para casa sem ela. não a posso deixar aqui sozinha. não estaria sozinha. estaria sozinha de mim, que é a solidão que me interessa e a de que tenho medo. e isso nunca aconteceu. não, em quase cinquenta anos de casados, nunca aconteceu. também foi uma sorte. sim, foi uma sorte. não seja por isso, disse ele, se tiver paciência para a minha companhia, fique por aqui ao pé simpatizo consigo. falo com os seguranças e passa cá a noite a ver‑me preencher formulários e a ouvir a chuva. ainda lhes digo que é um primo. (…)
sentei‑me procurando distanciar‑me. perder‑me por dentro da cabeça a ver se a realidade virava outra coisa. não ali, não com aquele homem nem com aquela chuva prestes a levar‑me o carro. (...)





 

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Pordata 2014: trabalho vencedor

Divulgamos o trabalho vencedor do Concurso PORDATA do passado ano letivo (clicar na imagem para ver).

Em breve, publicaremos informação sobre o concurso deste ano.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Bem-vindos!

A Biblioteca Escolar saúda-vos e deseja-vos um excelente ano letivo!


Em breve disponibilizaremos novidades sobre os projetos, iniciativas, concursos... Recebe-as no teu email, subscrevendo o nosso blogue (à direita).







quinta-feira, 24 de julho de 2014

Reserva de manuais usados


Depois de três concorridos dias, a Feira de Manuais Usados continua online. Os manuais disponíveis podem ser reservados aqui e levantados na biblioteca da escola a partir do dia 1 de setembro.



segunda-feira, 23 de junho de 2014

Aluna da MAIOR vence Prémio Couto Viana

A Cândida Sousa do 11º A foi a vencedora da 4ª Edição do Prémio Literário António Manuel Couto Viana, na modalidade de Poesia - Ensino Secundário, com o poema "Acendo a fogueira".

 
A entrega de prémios realizou-se no passado dia 14 de junho na Biblioteca Municipal de Viana do Castelo, entidade promotora do concurso.

Parabéns a todos os participantes e vencedores!

Clica no poema para ampliar.





quarta-feira, 11 de junho de 2014

Feira de manuais usados

 
 
Regulamento



Feira manuais2014 from Claudia_San


Tutorial para registo na plataforma
 

 
 

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Concurso Pordata: vencedores da fase escolar




Fase Escolar

Alunas vencedoras

Solange Freitas

Ana Rita Passos

Sofia Cunha

12º J


A apreciação final dos trabalhos a concurso decorrerá até ao dia 1 de junho de 2014.

 

Sugestão de leitura: Labirintos



Labirintos de Rui Sousa Basto é um “drama poético de um desencontro na rede de galerias superficiais e subterrâneas que entrecruzam a alma”.
Livro oferecido à biblioteca pelo autor aquando da sua visita à escola no passado dia 30 de abril (Semana da Leitura).


terça-feira, 13 de maio de 2014

Prémio António Manuel Couto Viana


Alunos vencedores
Poesia: 
Cândida Filipa Oliveira de Sousa 11º A

 
Ilustração: 
Miguel Hugo Nunes Jorge Teodoro 11º F



A divulgação dos premiados da fase final do concurso terá lugar na Biblioteca Municipal no dia 9 de junho.


segunda-feira, 12 de maio de 2014

Semana da Leitura: álbum de fotos


Decorreu de 28 de abril a 2 de maio a Semana da Leitura deste ano.

Inserida no projeto de promoção da leitura da biblioteca, a Semana da Leitura tem como objetivo fundamental aproximar os jovens dos livros, colocando-os em contacto com escritores e com pessoas que, pela sua formação, conhecimento e experiência profissional nos podem trazer um contributo importante na demonstração de que a leitura nos torna efetivamente mais conhecedores, mais críticos, ativos e participativos, em última análise mais felizes e saudáveis.

Guiados pelo psicólogo Dr. Manuel Rosas, viajámos pelo nosso cérebro e percebemos que a leitura ativa e desenvolve áreas essenciais ao nosso crescimento intelectual. Tivemos oportunidade de conversar com os escritores Rui Sousa Basto, Adelaide Graça e Richard Zimler sobre os seus livros e as suas experiências enquanto escritores, mas também sobre as suas vivências, inquietações e motivações. A terminar a semana, o ator Alberto Quaresma desassossegou-nos através das palavras de Bernardo Soares/Fernando Pessoa numa interpretação d’ “O Livro do Desassossego”.

Fica um agradecimento a todos os participantes, colaboradores e aos nossos parceiros – Câmara Municipal de Viana do Castelo e Antunes Livreiros.

Clicar na imagem para ver álbum de fotos.

https://picasaweb.google.com/103889335365266019676/Filmes


domingo, 11 de maio de 2014

Cinema para Ler

No passado dia 7 de maio, cerca de 90 alunos do 10º ano assistiram a uma sessão de cinema no âmbito do projeto Cinema para Ler e da disciplina de Filosofia. O filme projetado foi "Para a Minha Irmã" de Nick Cassavetes, baseado no livro homónimo de Jodie Picoult.



Antes de verem o filme, os alunos foram motivados para a leitura do livro pela aluna Sara Sousa do 12º D que, através de uma análise concisa mas profunda, nos explicou porque vale a pena ler.


http://www.wook.pt/ficha/para-a-minha-irma/a/id/175370
Clicar para ler sinopse
 
No dia seguinte o exemplar da biblioteca foi requisitado.
Boas leituras!

Ler o Mar em Viana

No âmbito do programa Ler+ Mar do Plano Nacional de Leitura, as bibliotecas do agrupamento viram o seu projeto “Ler o Mar em Viana” entre os dez selecionados a nível nacional.
Este projeto pretende que os alunos envolvidos trabalhem o tema do mar de forma interdisciplinar e sob as perspetivas científica, ambiental, geográfica, histórica e turística. A descoberta de textos em língua portuguesa, de diferentes tipologias e épocas e em diversos suportes, será o ponto de partida para o trabalho de pesquisa sobre o mar e a orla marítima de Viana do Castelo.
O projeto envolverá alunos do 8º ano e do ensino secundário, permitindo, por um lado, a articulação entre níveis de ensino e, por outro lado, uma dinâmica de interdisciplinaridade em que cada disciplina/área do saber contribui para a construção conjunta do conhecimento e para a elaboração do produto final: um roteiro turístico da orla marítima de Viana do Castelo com enfoque na observação de espécies e no percurso das fortificações. Para além do desenvolvimento de competências promotoras da aprendizagem, este projeto visa o reforço das dinâmicas de trabalho em contexto de agrupamento (articulação entre 3º ciclo e ensino secundário)e da abertura do agrupamento à comunidade através de parcerias com entidades locais e da intervenção do trabalho escolar na sua vivência.
Das diferentes atividades previstas no âmbito do projeto, realizou-se na passada quarta-feira na ESSMM uma conferência de apresentação do Parque Natural do Litoral Norte, pelo Dr. Artur Viana, supervisor do parque, destinada aos alunos do 8º ano da EB 2,3 Frei Bartolomeu dos Mártires, no âmbito da disciplina de Ciências Naturais, com o objetivo de preparar visitas de estudo ao referido parque.
A visita para o primeiro grupo de alunos terá lugar na próxima segunda-feira e contará também com a presença de um grupo de alunos do 12º G (Artes Visuais) que fará a cobertura fotográfica da visita com captura de imagens das espécies observadas. Seguem-se sessões dinamizadas pelos professores de Ciências Naturais das turmas de 8º ano e pelas Bibliotecas Escolares do agrupamento sobre Literacia da Informação, visando técnicas e elaboração de trabalhos de pesquisa sobre o tema em estudo.

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Os Meus Livros

Este espaço é destinado a todos os nossos leitores que pretendam dar a sua opinião sobre os livros que mais gostaram de ler. Os melhores comentários serão publicados neste blogue.
Clica na imagem para registares o teu comentário.
 
 
https://docs.google.com/forms/d/1AbMxwVfDu46Euh7g8R5TvY3rHlldWvuPTp9DNATODto/viewform
 
 
 

terça-feira, 29 de abril de 2014

Encontro com Richard Zimler

Richard Zimler virá conversar com os seus leitores da MAIOR amanhã às 15:10, na Sala de Conferências. Haverá uma feira do livro.

 
 
 
 
 
 

Rui Sousa Basto na nossa escola

Rui Sousa Basto marcará presença na nossa Semana da Leitura. O encontro terá lugar amanhã às 8:30 horas no Auditório Maior. Apareçam! Haverá feira do livro.



Contos do Efémero

sexta-feira, 25 de abril de 2014

25 de abril

PARA NUNCA ESQUECER...

Vê painéis na área de exposições da biblioteca.

Cartaz «Liberdade» comemorativo do 10.º aniversário do 25 de Abril de 1974
Vieira da Silva
1984
 
Manuscrito dos poemas 25 de Abril e Revolução de Sophia de Mello Breyner Andresen

 


quinta-feira, 24 de abril de 2014

Semana da Leitura 2014

A Biblioteca Escolar convida toda a comunidade educativa a participar na Semana da Leitura 2014.

 
 
 


quarta-feira, 23 de abril de 2014

Dia do Livro e de Cervantes

O Dia do Livro e de Cervantes foi hoje comemorado na biblioteca numa sessão de leitura e música em Espanhol dinamizada pelos alunos do 10º J, no âmbito do trabalho realizado nesta disciplina.
Parabéns aos participantes!

 
 
 


sexta-feira, 21 de março de 2014

Dia Mundial da Poesia




A biblioteca da nossa escola associa-se à Bibloteca Municipal de Viana do Castelo para celebrar o Dia Mundial da Poesia. A partir das 15:15, um grupo de alunos declamará poemas nos cafés do centro da cidade.

Começaremos na Brasileira e passaremos pela Caravela, a Picotinha, o Zé Natário, a Jardim e o Girassol.
Apareçam!
E saboreiem um café com poesia.

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Cesário Verde: aniversário de nascimento



José Joaquim Cesário Verde nasceu em Lisboa a 25 de fevereiro de 1855. Filho de um lavrador e comerciante, foi obrigado a dedicar-se às atividades práticas, que desde cedo colidiam com seu temperamento voltado para as letras. A muito custo, a vocação literária impõe-se e ele ingressa no Curso Superior de Letras (1873). No curto período em que assistiu às aulas, fez amizade com Silva Pinto e começou a publicar poemas no Diário de Notícias e, tempos depois, em outros periódicos. Em 1881, conviveu com os artistas do Grupo do Leão. Faleceu, vítima de tuberculose, em 19 de julho de 1886. A sua obra literária, aliada à sua bibliografia, e aquilo que conhecemos através das suas correspondências, mostra um grande choque entre as coisas práticas e as atividades literárias. Em vida Cesário Verde publicou apenas em jornais portugueses. Planeava publicar um livro mas não o chegou a fazer. Um ano após a sua morte, graças aos esforços do seu amigo António da Silva Pinto, é publicado O livro de Cesário Verde. Cesário Verde iniciou-se literariamente sob influência do Parnasianismo, mas evoluiu rapidamente para um realismo de caráter dialético, onde regista imagens do quotidiano citadino, contraposto ao do campo. Marca o instante transitório entre o Romantismo, com as suas multiformes expressões, e o Realismo, com os seus paradoxos, recuos e incertezas.

http://alfarrabio.di.uminho.pt/vercial/letras/ensaio23.htm acedido a 25 de fevereiro de 2014.

Na nossa biblioteca:


    Boas leituras!

     




sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Dia Internacional da Língua Materna

Comemora-se hoje o Dia Internacional da Língua Materna, proclamado pela Unesco em 1999.
A UNESCO defende a educação multilinguística como promotora da cidadania.





Neste dia, a equipa da biblioteca sugere a todos os seus utilizadores:

  • Poemas portugueses: Antologia da poesia portuguesa do século XIII ao século XXI - seleção, organização, introdução e notas de Jorge Reis-Sá e Rui Lage - Porto Editora, 2009

  • Gramática do Português: volumes 1 e 2 - Eduardo Paiva Raposo et al. - Fundação Calouste Gulbenkian, 2013


sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Feliz S. Valentim

 
 
Vem ler outras mensagens de S. Valentim em Espanhol, Inglês e Alemão. Na área de exposições da biblioteca.